Infecção urinaria de repetição.

Posted by admin

A infecção urinária baixa ou cistite é extremamente comum entre as mulheres. Geralmente ocorre a partir do início da  vida sexual das mulheres e sua incidência aumenta com a idade.

A cistite é uma infecção restrita à bexiga, não causa febre. O médico quando avalia uma paciente com cistite de repetição geralmente solicita exames: urocultura, urina rotina e uma ultrassonografia para avaliar os rins e a bexiga. Caso hajam alterações na ultrassonografia, deve ser realizado tratamento específico, o que geralmente cessa a reincidência de infecção urinária.

Apesar de ser extremamente comum, a literatura médica acerca de cistite de repetição não é tão ampla quanto esperado. A edição de Dezembro de 2018 do Journal of Urology (editado pela AUA)  trouxe uma revisão acerca do tratamento da cistite de repetição, as recomendações mais simples são sumarizadas abaixo:

  • Aumentar a ingestão de líquidos.
  • Evitar postergar a micção.
  • Urinar após a relação.
  • Não tratar a colonização bacteriana.
  • Usar antibióticos por curto período e com seleção adequada.
  • O artigo também elenca medicamentos alternativos para evitar a recorrência das infecções bem como para minimizar o uso de antibióticos.
  • As mulheres após a menopausa deve usar gel de estrogênio vaginal.

Finalmente, apesar de este artigo de revisão não tocar no assunto, outros artigos consistentes demonstram que o tratamento da constipação intestinal com dieta rica em fibras tem efeito protetor contra a infecção urinária de repetição.

Apesar de simples,  cistite de repetição exige a avaliação e o acompanhamento do urologista para sistematizar o tratamento  e minimizar as recorrências bem como evitar a seleção de bactérias resistentes a antibióticos.

 

Deixe uma resposta